Enquanto os países estão lidando com surtos em massa de coronavírus as pessoas ansiosas entram em crise. É difícil ficar longe das conversas e notícias que falam sobre quantos novos casos existem diariamente, ou postagens nas redes sociais que compartilham vídeos de pessoas presas em suas casas por semanas seguidas. É impossível não escapar das conversas sobre a escassez de alguns produtos no supermercado ou não ver as placas alertando as pessoas a tomarem precauções em todos os lugares.

Para alguém que sofre com ansiedade, essas situações podem desencadear sintomas que interferem na vida diária. Viver com ansiedade pode ser cansativo para quem preocupa constantemente com germes e adoecimentos.

Então, como é que alguém com ansiedade lida com esse furioso medo do coronavírus? Não é tão simples como lembrar as pessoas de lavar as mãos, tomar precauções, relatar sintomas e limitar o contato em público. Para muitos deles todas as precauções sugeridas podem ser seguidas e elas ainda terão noites sem dormir, preocupando-se em contrair a doença.

Uma mente ansiosa pode superestimar a ameaça e subestimar a capacidade de enfrentamento. Os recursos médicos que divulgam informações para minimizar as preocupações dizem que a gripe mata mais  pessoas que o coronavírus. Isso não é útil para alguém com ansiedade. Com esse tipo de informação uma pessoa com ansiosa se preocupa com a gripe E com o coronavírus. 

A ansiedade é uma preocupação real para as pessoas. Não é apenas alguém exagerando e sendo dramático. Muitas vezes, existe uma experiência traumática subjacente relacionada à saúde que se manifesta em um  medo generalizado da saúde diária. Outras vezes, a ansiedade é derivada de outros transtornos de ansiedade, como Transtorno de Ansiedade Generalizada, fobias sociais ou Transtorno Obssessivo compulsivo. 



É possível lidar com a ansiedade durante pandemias, como o Coronavírus, com algumas dicas de autocuidado listadas a seguir:

  • Compartilhe suas preocupações com uma pessoa de confiança, como sua família, psicoterapeuta ou médico. Compartilhar suas preocupações pode não resolver o medo, mas lhe dará uma plataforma segura para expressar seus sentimentos e obter apoio e validação;
  • Limite sua exposição às mídias sociais e às notícias. Mais fácil falar do que fazer, com certeza. Mesmo como uma solução temporária, deixe de seguir ou bloqueie as páginas que parecem passar todos os dias on-line falando sobre o Coronavírus. Sua sanidade vale a pena;
  • Reserve um tempo todos os dias para se envolver em uma atividade que traga relaxamento e serenidade – ou comece a fazer uma nova. Este é um ótimo momento para considerar a prática de yoga, meditação e arteterapia se você ainda não as experimentou;
  • Certifique-se de encontrar informações nas mídias sociais, ou mesmo no público em geral, de que o recurso é confiável. Nada pode escalar a ansiedade de alguém mais do que informações falsas e incertezas, alimentadas por pessoas que não têm os fatos corretos.
  • Se prepare. Se a sua comunidade tiver uma quarentena, você poderá aliviar parte do auto-isolamento, preparando-se com comida, água e tudo o que for necessário. Estar preparado lhe dá o poder de volta e permite que sua mente ansiosa saiba que você está pronto e capaz de superar qualquer isolamento.

Precisamos ser cautelosos com o Coronavírus, mas não com ansiedade, a ponto de interferir  no prazer de viver. Se você está lutando para encontrar seu equilíbrio, procure  apoio para ajudá-lo a elaborar um plano fortalecedor. Capacitar-se durante momentos estressantes é uma ótima maneira de acalmar um pouco a mente ansiosa.

Você já reparou que, quando você se sente mais ansioso com alguma coisa, parece que você não tem o que é preciso para lidar com o problema ? Você tem o que é preciso. Anote algumas afirmações positivas para lembrá-lo de que você pode lidar com  isso é um bom ponto de partida.

O Coronavírus não precisa aumentar sua ansiedade, a menos que você tenha o poder de fazê-lo. Retome seu poder e acredite em si mesmo. Você consegue isso!

Compartilhe este artigo !

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *