Cada vez mais pessoas estão vivendo solteiras e morando sozinhas. Com tanta preocupação com a solidão, nunca foi tão importante entender a diferença entre o tipo de solitude que as pessoas buscam e apreciam e o tipo de solidão que causa dor e sofrimento.

Solitário é alguém que prefere ficar sozinho. Viver sozinho pode ser uma coisa boa ou ruim, depende de como você se tornou uma pessoa solitária. Se você se tornou um porque gosta e ama ser assim, então está tudo bem. Por outro lado, se você é um solitário porque, digamos, um cônjuge tenha falecido, isso pode ser mais difícil, embora algumas pessoas pensem que ao se tornarem viúvas, continuar sozinho seja a única alternativa.

O problema da solidão está nas situações de rejeição, ostracismo e, particularmente, ostracismo crônico. Particularmente entendo que isso seja um ingrediente perigoso para uma profunda raiva e potencial para a violência.

Mas sabe o que é realmente interessante? Se você entrar no Google e digitar “solidão”, provavelmente receberá dezenas de milhares de resultados. No entanto, os resultados referentes as pessoas que escolheram ficar sozinhas ou não está ausente. Com isso não sabemos se as pessoas que escolhem ficar sozinhas ou que saboream a solidão obtêm algum benefícios restaurativo. Também não sabemos se elas são propensas a alguns dos mesmos riscos negativos que a literatura geral sobre a solidão insiste em dizer.

Agora imagine se tentássemos forçar todo mundo a conviver com outras pessoas, porque pensamos que de alguma forma curaria a solidão ? Seria realmente benéfico ?

Antigamente as pessoas mais velhas costumavam dizer que, quando ficassem viúvas, voltariam a morar com os filhos ou em alguma residência de longa permanência. Porém, nos dias de hoje, tal afirmação não é mais verdadeira. Cada vez mais as pessoas víuvas optam por viverem sozinhas.



Parece que essas pessoas estão fazendo uma escolha, e precisamos tomar cuidado para não demonizar as pessoas que vivem sozinhas, ou mesmo pensando que elas são coitadinhas. Muitas destas pessoas podem encontrar outras pessoas com quem conviver, mas nem sempre é o que elas querem fazer.

O problema de estigmatizar pessoas que vivem sozinhas é que muitas vezes elas acabam se casando com quem realmente não consideram que seja a pessoa certa. Elas acabam ficando na pior das solidões: aquela que você sente mesmo quando há alguém deitado bem ao seu lado.

Existem muitas maneiras de se viver na sociedade contemporânea. E estar sozinho não é o mesmo que estar solitário. São duas coisas distintas, e é necessário saber a diferença entre elas.

E você ? É uma pessoas sozinha ou solitária ?

Deixe sua avaliação
Compartilhe este artigo !

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *