Estresse Agudo

O ESTRESSE agudo é a forma mais comum. Aparece a partir das demandas e pressões do passado recente e das demandas e pressões por antecipação de um futuro próximo.

O estresse agudo pode ser emocionante e estimulante quando em pequenas doses, mas consome muita energia.

Felizmente, os sintomas de estresse agudo são reconhecidos pela maioria das pessoas. Ele se caracteriza por pequenas coisas que deram errado em suas vidas como: o acidente de automóvel que amassou o pára-choque, a perda de um contrato de trabalho importante, um prazo que eles estão correndo para atender, os problemas ocasionais de seus filhos na escola e assim por diante.

Como é de curto prazo, o estresse agudo não tem tempo suficiente para causar os danos sérios quando comparado ao estresse de longo prazo.

O estresse agudo pode surgir na vida de qualquer pessoa, e é altamente tratável e gerenciável.

Estresse Agudo Episódico

Há aqueles, no entanto, que sofrem frequentemente de estresse agudo, cujas vidas são tão desordenadas que parecem viver no caos e na crise. Eles estão sempre com pressa, mas sempre atrasados. Eles se empenham demais, não conseguem organizar as demandas e pressões auto-infligidas que clamam por sua atenção. Eles parecem perpetuamente nas garras do estresse agudo.

Muitas vezes, eles descrevem a si mesmos como tendo “muita energia nervosa”. Sempre com pressa, eles tendem a ser abruptos e, às vezes, sua irritabilidade aparece como hostilidade. As relações interpessoais deterioram-se rapidamente quando os outros respondem com hostilidade real. O trabalho se torna um lugar muito estressante.

Elas tem um excesso de competitividade, agressividade, impaciência e um senso de urgência de tempo. Além disso, há uma forma de hostilidade flutuante, mas bem racionalizada, e quase sempre uma profunda insegurança. Tais características de personalidade parecem criar episódios frequentes de estresse agudo.

Outra forma de estresse agudo episódico vem da preocupação incessante. Elas vêem o desastre em cada esquina e, de forma pessimista, preveem uma catástrofe em todas as situações. O mundo é um lugar perigoso, insatisfatório e punitivo, onde algo terrível está prestes a acontecer. Também tendem a ficar mais excitados e tensos, poém são mais ansiosos e deprimidos do que irritados e hostis.

Muitas vezes, questões de estilo de vida e personalidade são tão arraigadas e habituais com esses indivíduos que eles não vêem nada de errado com a maneira como conduzem suas vidas. Eles culpam suas desgraças por outras pessoas e eventos externos.

Freqüentemente, eles vêem seu estilo de vida, seus padrões de interação com os outros e seus modos de perceber o mundo como parte integrante de quem e do que eles são.



Eles podem ser ferozmente resistentes a mudanças. Apenas a promessa de alívio da dor e do desconforto de seus sintomas pode mantê-los em tratamento e no caminho certo em seu programa de recuperação.

Estresse crônico

Embora o estresse agudo possa ser emocionante e excitante, o estresse crônico não é.

Esse é o estresse que desgasta as pessoas dia após dia, ano após ano. O estresse crônico destrói corpos, mentes e vidas. Isso causa estragos através do atrito de longo prazo. É o estresse da pobreza, de famílias disfuncionais, de estar preso em um casamento infeliz ou em um emprego ou carreira que não gostam.

O estresse crônico ocorre quando uma pessoa nunca vê uma saída para uma situação ruim. É o estresse de demandas e pressões implacáveis ​​por períodos de tempo aparentemente intermináveis. Sem esperança, o indivíduo desiste de procurar soluções.

Alguns estresses crônicos provêm de experiências traumáticas da primeira infância que se tornam internalizadas e permanecem para sempre dolorosas e presentes. Algumas experiências afetam profundamente a personalidade.

Uma visão do mundo, ou um sistema de crenças, é criado e causa um estresse interminável para o indivíduo (por exemplo, o mundo é um lugar ameaçador, as pessoas descobrirão que você é um impostor, você deve ser perfeito em todos os momentos).

O pior aspecto do estresse crônico é que as pessoas se acostumam com isso. Elas esquecem que está lá. As pessoas estão imediatamente conscientes do estresse agudo porque é novo; eles ignoram o estresse crônico porque é velho, familiar e às vezes quase confortável.

Estresse crônico mata através do suicídio, violência, ataque cardíaco, derrame e, talvez, até mesmo câncer. As pessoas se desgastam até um colapso final e fatal. Como os recursos físicos e mentais se esgotam a longo prazo, os sintomas do estresse crônico são difíceis de tratar e podem exigir tratamento médico e psicoterapêutico estendido, bem como tratamento comportamental e controle do estresse.

Uma vez que o estresse prolongado pode afetar sua saúde, é importante desenvolver mecanismos de enfrentamento positivos para gerenciar o estresse em sua vida. A PSICOTERAPIA pode ser uma excelente ferramenta, ou se preferir, fazer uma CONSULTA PSICOLÓGICA.

Deixe sua avaliação
Compartilhe este artigo !

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *