Muitas vezes, alguém que sofre de ANSIEDADE pode estar deixando de ter a vida satisfatória que deseja, como uma excelente carreira, boas amizades ou um relacionamento íntimo satisfatório.

Uma das principais causas para que isso aconteça são os estigmas relacionados à ansiedade. Desmistificar alguns destes estigmas pode ajudar os ansiosos a tomar melhores decisões na escolha de um tratamento. Veja alguns:

A ansiedade não é uma doença “real”

Ter alguma ansiedade é natural (e pode até ser útil). Contudo, quando a pessoa é tomada por uma forma extrema a ponto de causar comprometimento à sua vida pessoal, então está caracterizado um trantorsno ansiedade. E ele é bem real !

Se você tiver câncer, poderá passar por exames que irão mostrar a sua presença. Embora não haja exame de sangue ou exame de imagem especial para diagnosticar a ansiedade, existem outras maneiras pelas quais essa condição pode ser diagnosticada e tratada.

Ataque de ansiedade faz você perder o controle ou desmaiar

O desmaio geralmente ocorre devido a uma queda na pressão sanguínea, o que não ocorre durante um ataque de ansiedade. Um ataque de ansiedade provoca justamente o contrário: aumento no seu ritmo cardíaco e pressão arterial, o que significa que você não vai desmaiar, mesmo se quisesse.

Ataques de ansiedade são terríveis, mas o medo deles pode ser ainda pior. Cerca de 20 a 25 por cento das pessoas que tem ataques de ansiedade leva à ansiedade sobre a possibilidade de ter mais ataques no futuro, gerando um círculo vicioso.

Às vezes, o tratamento envolve simplesmente aprender que, quando você tem um ataque de ansiedade, nada de ruim vai acontecer. Depois de perceber isso, é possível estar mais perto de quebrar o ciclo.

Deve-se evitar situações que causam estresse

Primeiro, isso é impossível. Em segundo lugar, ver a si mesmo como frágil só tende a levar a mais ansiedade. Lembre-se de que você pode estar ansioso e, mesmo assim, realizar o que precisa ser feito.

Evitar o ESTRESSE pode parecer uma boa maneira de reduzir a ansiedade, mas não é tão fácil quanto parece (ou tão eficaz).

Por um lado, a vida é cheia de situações estressantes e inesperadas, porém nem todas causam ansiedade em pessoas com transtorno de ansiedade. Além disso, desenvolver o hábito de evitar as coisas que causam ansiedade (como multidões de pessoas, espaços abertos, pontes ou aranhas) apenas reforça o transtorno.

Um bom tratamento geralmente envolve exposição gradual e segura à fonte da ansiedade, para que se possa aprender a lidar com isso, e não evitá-lo.

Sempre carregue um saco de papel no caso de você hiperventilar

Hiperventilar não é necessariamente perigoso. Porém, carregar um saco de papel em todos os momentos, no entanto, aumenta a ansiedade.

Carregar um saco de papel é um comportamento de segurança. Ou seja, um comportamento baseado no medo de que algo perigoso possa acontecer e que, portanto, o saco de papel serve como um plano de contingência.

Hiperventilar geralmente não vai machuca, mesmo que pareça realmente desagradável. Os comportamentos de segurança são apenas outra forma de evitar que se chegue à raiz do distúrbio. Porém os comportamentos de segurança, ao invés de fazer você se sentir seguro, alimentam o ciclo de ansiedade.

É só preocupação e não podem ser tratada

Embora haja provavelmente um componente genético para a ansiedade, tratamentos eficazes, de medicação a vários tipos de PSICOTERAPIA, podem ajudar no controle



Até dois terços dos transtornos de ansiedade são herdados. A identificação de pensamentos e comportamentos positivos enquanto se encontra alternativas para pensamentos e comportamentos que você gostaria de mudar são uma excelente ferramenta para tratar a ansiedade.

Os transtornos de ansiedade não são muito comuns

Cerca de 18% dos adultos (quase um em cada cinco) experimentam algum tipo de transtorno de ansiedade. Apesar de milhões de pessoas viverem com ansiedade, muitas delas se surpreendem ao descobrir que não estão sozinhas. Elas podem nunca encontrar alguém com um transtorno similar até que busquem tratamento de ansiedade.

A ansiedade vai melhorar com o tempo

Não, não vai.

Um ansioso espera, em média, cerca de 10 anos para procurar tratamento. E aqueles que ainda são capazes de lidar com a ansiedade atrasam a obtenção de ajuda, esperando que a ansiedade melhore por conta própria.

Porém a situação pode até piorar com o tempo. Cerca de 60% das pessoas com transtornos de ansiedade também têm algum grau de DEPRESSÃO, o que geralmente também requer tratamento.

Beber ajuda a lidar com a ansiedade

Uma bebida (ou duas) pode levar você a um evento social com um mínimo de ansiedade. Porém, qualquer tentativa de automedicação (seja com álcool, maconha, outras drogas, ou cigarros) é apenas outra maneira de evitar o transtorno, ao invés de tratá-lo.

A longo prazo, a automedicação pode ser prejudicial de outras formas. Pessoas com transtornos de ansiedade têm 1,5 a duas vezes mais chances de fumar do que seus pares. Não só o tabagismo não faz nada para fazer cessar a fonte subjacente da ansiedade, como também aumenta drasticamente o risco de ataque cardíaco, derrame, doenças pulmonares e vários tipos de câncer.

Substâncias, incluindo cigarros, que as pessoas usam para reduzir “sua experiência de ansiedade“, freqüentemente trabalha contra elas.

A psicoterapia durará uma eternidade

Você pode começar a ver melhorias com apenas algumas sessões de psicoterapia. Mesmo as pessoas que buscam tratamento para ansiedade temem investir em anos de psicoterapia para melhorar.

O fato é que a psicoterapia pode fornecer ferramentas que poderão ser usada dentro de alguns meses ou até mesmo algumas sessões. 75% por cento das pessoas ou mais experimentam pelo menos uma redução de 50% nos sintomas

Ansiosos poderiam deixar de ser se realmente quisessem

É muito difícil apenas superar transtornos de ansiedade sem ajuda. Para aqueles que não têm um transtorno de ansiedade, preocupações fora de proporção sobre conhecer novas pessoas, ver aranhas, estar em espaços fechados ou evitar germes podem parecer ridículas. Portanto, não é incomum para eles, direta ou indiretamente, sugerir que é hora de você simplesmente “superar isso”.

Não há varinha mágica. As pessoas que dizem isso realmente não entendem o grau de ansiedade em que alguém pode estar sofrendo. Por causa do ciclo vicioso da ansiedade (medo e preocupação levam à evitação, fortalecendo ainda mais o medo e a evitação) libertar-se normalmente necessita de ajuda profissional.

Em vez de tentar sozinho, buscar tratamento para ansiedade pode realmente permitir que as pessoas superem os seus medos.

Deixe sua avaliação
Compartilhe este artigo !

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *