Na maioria dos casos, quando um casal chega à consulta, é porque as causas subjacentes já atingiram níveis alarmantes. Neste casos é comum que um dos parceiros esteja infeliz, sinta-se desconectado ou que suas necessidades de intimidade não estão sendo atendidas. As principais queixas incluem infidelidade, sexo, dinheiro e grandes mudanças na vida.

Mas ao invés de comunicar a insatisfação, esse parceiro pode começar um caso de infidelidade.

Também é comum que no momento em que eles chegam à TERAPIA DE CASAL, a troca de acusações seja o assunto principal, ao invés de investigar e tratar as causas subjacentes (que podem ir desde desacordos financeiros até preocupações sexuais).

É claro que eles não devem esperar até que uma crise se instale para irem à terapia de casal.

Qual o momento certo para ir à terapia de casal ?

O mais adequado é que os casais procurem a terapia de casal muito antes de sentirem que “precisam”. A terapia de casal pode ser um complemento importante para melhorar a qualidade dos relacionamentos.

A maioria dos problemas em um casamento começam pequenos e crescem a medidade que não são resolvidos. Este é o momento onde a terapia pode ajudar, oferecendo ferramentas e técnicas para facilitar a resolução de conflitos.

A maioria dos casais com quem trabalho afirma que deveriam ter iniciado a terapia de casal anos antes. Ao invés de considerar a minha ajuda como solução para uma crise, olhe para essa ajuda como um aspecto integrante de uma relação saudável.

O que acontece durante a terapia de casais?

Embora todo terapeuta seja diferente, existem alguns pontos em comum:

  • O primeiro encontro envolve o conhecimento mútuo de quem é o Psicólogo e quem é o casal. Neste momento discute-se as áreas do relacionamento que precisam melhorar e estabelece-se metas.
  • Alguns Psicólogos, mas não todos, atribuem um dever de casa que deve ser trabalhado antes da sessão seguinte. É bom sempre lembrar que a maior parte do trabalho é feita fora do meu consultório.

Quais problemas podem ser tratados na terapia de casal ?

Os casais chegam à terapia por várias razões:



  • Além da infidelidade, os maiores problemas incluem sexo, comunicação, dinheiro e grandes mudanças na vida, como casar ou começar uma família.
  • Também é uma boa idéia caso um dos parceiros esteja lidando com um problema como DEPRESSÃO, ou simplesmente esteja se sentindo preso e estagnado no relacionamento.
  • A terapia de casal fornece um espaço seguro para falar sobre assuntos sensíveis, como sexo. Assim como as pessoas podem ser pegas em um ciclo relacional negativo, os casais também podem ficar presos em um ciclo sexual negativo. Eu digo aos casais que quando o sexo que eles estão tendo vale a pena, então eles sempre vão desejar ter mais.
  • A comunicação também é uma grande preocupação para os casais, mas simplesmente conversar um com o outro não é a resposta. Ambas as partes precisam sentir-se ouvidas, acalmadas, respeitadas e cuidadas. Analisamos os antigos padrões de comunicação e os substituímos por outros viáveis ​​e mais eficazes. Tudo isso é trabalhado em colaboração com o casal e no contexto de sua vida cotidiana.
  • Você também pode considerar a terapia de casais para ajudá-lo em momentos de grandes mudanças e transições na vida. Casar, tornarem-se pais pela primeira vez, mudar, mudar de emprego, perder emprego, lidar com casos extraconjugais, recuperar-se do vício, cuidar de pais idosos. Tudo isso podem desestabilizar o equilíbrio de um casal.

Terapia de casal oferece uma oportunidade para negociar essas transições com o mínimo de perturbação possível e para explorar e honrar o que uma transição particular

E se um parceiro se recusa a ir ?

Este é um cenário bastante comum na terapia de casais. Converse extensivamente sobre por que você está sentindo que gostaria de experimentar a terapia de casal.

Não basta insistir que o parceiro vá, sem um motivo. Se ainda assim hesitarem, lembre-se é possível fazer uma CONSULTA PSICOLÓGICA sozinho, o que por si só pode ter um efeito benéfico. Em vez de esperar que a outra pessoa que não quer ir à terapia de casal mude, ir sozinho pode ajudar a fortalecer seu autodesenvolvimento e crescimento pessoal.

O parceiro hesitante pode tornar-se impressionado com as mudanças positivas e concordar em ir. Se você acha que suas próprias experiências com a psicoterapia podem ter despertado a curiosidade de seu parceiro, então é importante comunicá-los que podem ver o Psicólogo individualmente.

Como saber se o Psicólogo é bom ?

Faça uma pesquisa antes de escolher um terapeuta de casais. Contudo você não saberá se realmente eles são o melhor para você e seu parceiro até que vocês façam uma primeira consulta.

Uma vez que vocês e o Psicólogo se encontrarem, prestem atenção no estilo de comunicação, no modo de fazer perguntas e em sua abordagem geral. Qualquer lição de casa que eles atribuam deve ser explicado claramente e fazer sentido.

Não há uma resposta única para essa questão. Vai depender fundamentalmente do casal e das questões que precisam ser trabalhadas. Para alguns casais, algumas sessões podem ser tudo o que precisam para resgatar seu relacionamento, enquanto outras pode permanecer em terapia por anos.

Em geral, é uma boa idéia ir à terapia de casal até que os parceiros tenham atingido suas metas e se sintam confiantes de que adquiriram as habilidades necessárias para navegar pelos altos e baixos do relacionamento.

Deixe sua avaliação
Compartilhe este artigo !

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *