Embora eu passe a maior parte das horas da minha semana trabalhando com pessoas, gosto do desafio de trabalhar com alguns casais.

Psicólogo que trabalha com TERAPIA DE CASAL precisa ser e estar mais envolvido e ativo do que na PSICOTERAPIA individual. Eu gosto, mas também sou desafiado e intimidado por isso.

Um bom Psicólogo precisa estar disposto a entrar na briga para entender seu paciente. Diferente da psicoterapia individual, a terapia de casal requer muito mais envolvimento. Especialmente quando se trabalha com casais altamente voláteis, onde culpar, projetar e atacar um ao outro pode ser algo muito destrutivo. Eu devo estar disposto a me tornar árbitro, treinador, bombeiro, etc.

Porém em alguns casos a terapia de casal pode não ser particularmente eficaz. Em parte porque o Psicólogo permanece passivo demais e têm medo de falar por receio de alienar um ou ambos os membros do casal. Além disso, a terapia de casal pode ser uma grande desvantagem quando:



  • casal esperou muito tempo para obter ajuda ou;
  • Porque cada membro do casal está lá para obter ajuda para o outro.

É preciso que cada pessoa esteja disposta a trabalhar consigo mesma.

Como a terapia de casal pode ter uma chance maior de sucesso ?

Para mim, existem três diretrizes básicas:

  • A terapia de casal só pode funcionar se houver uma condição presente desde o início:
    • Ambos os membros devem estar motivados principalmente pelo amor e pelo desejo de fazer melhor. Se um ou ambos os membros estão mais interessados ​​em usar o outro como uma lata de lixo na qual podem despejar todos os seus problemas, então não há base para um bom relacionamento. Cada membro do casal deve dedicar-se a trabalhar construtivamente em cada sessão.
  • A principal tarefa do Psicólogo é:
    • Ajudar cada membro do casal a entender sua própria contribuição para os problemas do relacionamento. Assim como são precisos dois para se dançar um tango, cada membro desempenha sua parte nos problemas do relacionamento. Enquanto o Psicólogo não pode tomar o lado de uma pessoa sobre o outro, ela deve ter a coragem de apontar os problemas em cada pessoa para que eles possam mudar para melhor.
  • A tarefa principal do casal é:
    • Dar uma boa olhada em si mesmo. É tão comum que cada membro de um casal em conflito coloque a culpa em seu parceiro, enquanto se defende como um cidadão modelo no relacionamento. Defensividade e projeção de culpa são mortais para a terapia de casal. Para ter sucesso, cada membro deve estar aberto para se olhar no espelho e se dedicar a fazer mudanças em si mesmo.

Sem dúvida, diferentes Psicólogos terão visões diferentes sobre como melhorar a eficácia da terapia de casal. Para mim, essas diretrizes básicas preparam o caminho para que os membros se tornem melhores ouvintes, melhorem sua comunicação, diminuam as formas destrutivas de interação e aprendam maneiras mais positivas de apoiar e amar uns aos outros. Os casais precisam de um Psicólogo que tenha a coragem de se envolver e ajudar a resolver as coisas. É um trabalho árduo, mas pode ser um bom trabalho para todos os envolvidos.

Compartilhe este artigo !

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *