Entender as manifestações de CIÚME em seu parceiro ajuda você a cuidar de si mesma. Basicamente, o ciúme pode estar presente em um homem quando:

1. Ele se sente ameaçado diante da possibilidade fantasiosa de perdê-la;
2. Seu medo da perda pode estar enraizado em algum tipo de insegurança em si mesmo ou no relacionamento.

Nos relacionamentos amorosos, os parceiros devem confiar uns nos outros e permitir a liberdade de expressão do verdadeiro caráter. Contudo, o ciúme sufoca essa expressão.

O ciúme origina-se da ansiedade e do medo

Se em um relacionamento o homem se sente vulnerável, então provavelmente a ANSIEDADE e o medo vão orientar seu sentimento em direção ao ciúme. E uma vez tomado pelo ciúme, ele vai acusar a parceira de tentar atrair e dar preferência ou atenção para outros homens. Esta é uma forma de se proteger de algum ferimento emocional.

Quando um homem entende que o resultado de suas ações são insuficiente em atigir seus propósito, o ciúme o impele a dirigir acusações sem fundamento contra a parceira.

Seu ciúme é uma projeção de sua própria incapacidade em confiar no relacionamento. Eles precisam de uma garantia constante de que o interesse da parceira reside unicamente nele.

A possessividade é uma característica do ciúme

Tratar você como se fosse uma de suas posses pode ser sinal de alerta para uma relação abusiva.



O comportamento controlador de um homem na relação é sinal de que haverá desacordo e conflito, a parceira luta pelo respeito à sua liberdade pessoal. Mas a conduta possessiva também pode levar a um comportamento mais ameaçador.

Esteja ciente dos perigosos sinais de possessividade:

  • Quando um homem lhe diz como se vestir;
  • Controla seu dinheiro e transporte;
  • Decide quais amigos você pode ter;
  • Determina a frequência com que você pode sair de casa.

Ciúme e isolamento

Homens que são motivados por comportamento ciumento querem mulheres somente para si. Isso significa que eles não querem compartilhar suas parceiras com ninguém, nem mesmo familiares e amigos.

Um homem controlador acredita que a associação da parceira com os outros pode levá-la a se voltar contra ele. Então ele tenta manipular o contato da parceira com os outros, especialmente com aqueles que representam a maior ameaça: os outros homens.

Ao isolar a pareceira, ele mantém o poder de colocar condições sobre onde e quando pode se socializar com os outros. Ao mantê-las em reclusão, ele não precisa se preocupar com a possibilidade dela ser atraída por outros homens.

Assim ele tem o que quer: a parceira somente para ele mesmo.

Compartilhe este artigo !
  • 3
    Shares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *