Trabalhar com problemas de casamento de maneira saudável pode ser muito difícil, especialmente porque os estressores em um casamento podem vir de muitas fontes diferentes.

A seguir, algumas das fontes mais comuns de estresse e problemas conjugais:

Problemas financeiros

Na minha prática clínica, o estresse de lutar pelo dinheiro constitui um dos problemas de casamento mais citados. De um modo geral, quando os casais se envolvem em conflitos sobre dinheiro, sua disputa está relacionada não com o dinheiro em si, mas com algo mais simbólico: disputas de poder, diferentes valores e necessidades, ou outras questões que cercam o dinheiro.

No entanto, em tempos de dificuldade econômica, o estresse financeiro pode, na verdade, causar mais esgotamento físico e emocional, mais conflitos sobre coisas não relacionadas a dinheiro, mas também discussões centradas em dinheiro. Por exemplo, quando um parceiro está extremamente estressado por motivações financeiras, ele pode ser menos paciente e acabar discutindo por outras coisas (e não percebe !).

Problemas com crianças

As crianças são maravilhosas e podem trazer presentes excelentes e significativos para nossas vidas. No entanto, ter filhos pode trazer estresse adicional para o casamento, porque cuidar dos filhos requer mais responsabilidade, bem como uma mudança de papéis, fornecendo mais base para discordância e tensão, e reduz a quantidade de tempo disponível para os vínculos conjugais.

Estresse diário

Os estressores diários não precisam se igualar aos problemas do casamento, mas são capazes de exacerbar os já existentes. Quando um parceiro tem um dia estressante, é mais provável que ele fique impaciente quando chega em casa, demonstrando menos habilidade em lidar com conflitos e pode ter menos energia emocional para dedicar-se ao parceiro e ao relacionamento. Quando ambos os parceiros tem um dia difícil, o estresse, obviamente, é apenas exacerbado. Assim como o estresse financeiro, o estresse diário pode testar a paciência e o otimismo, deixando os casais com menos disposição para se envolver emocionalmente um com o outro.

Excesso de compromissos

Problemas de casamento podem resultar de excessos de compromisso. Em primeiro lugar, os casais que estão muito ocupados também podem encontrar-se geralmente estressados, especialmente se não estiverem cuidando de si mesmos com sono de boa qualidade e boa nutrição.

Além disso, esses casais podem se encontrar menos conectados porque têm menos tempo para ficarem juntos. Finalmente, se eles não trabalham juntos como uma equipe (mesmo que suas responsabilidades estejam completamente separadas), eles podem brigar por quem está cuidando de quais responsabilidades domésticas e sociais.



Mais uma vez, enquanto excessivos compromissos não conduzem automaticamente a problemas conjugais, eles são um desafio que precisa ser trabalhado.

Comunicação deficiente

Talvez o maior fator de previsão dos problemas do casamento seja a comunicação deficiente, ou a comunicação negativa que desmente as atitudes e dinâmicas danosas dentro do relacionamento. A comunicação negativa é tão prejudicial que é capaz de forncer, em alguns minutos, uma boa previsão quanto a possibilidade de divórcio em casais recém-casados.

Comunicação saudável é fundamental, e comunicação insalubre pode levar a grandes problemas no casamento.

Maus hábitos

Às vezes, os casais enfrentam problemas conjugais que poderiam ser resolvidos se os dois percebessem seus hábitos e os modificassem. As pessoas nem sempre tomam uma decisão consciente de discutir sobre pequenas coisas, importunar e criticar, ou deixar bagunças para o outro limpar, por exemplo.

Quando ficamos ocupados ou distraídos demais, entramos em no piloto automático e seguimos padrões não percebidos de comportamento. Deste modo, as pessoas simplesmente entram em padrões negativos de relacionamento, caem em hábitos pessoais preguiçosos ou entram em uma rotina que se perpetua apenas porque já estão acostumadas a agir assim.

Felizmente, esses problemas conjugais podem ser trabalhados. Mesmo que apenas um parceiro esteja conscientemente tentando mudar, isso já é suficiente para trazer uma mudança na dinâmica do relacionamento, trazendo resultados positivos.

Então que tal experimentar uma TERAPIA DE CASAL ?

Compartilhe este artigo !

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *