Em um mundo repleto de fatos alternativos, há um interesse da Psicologia em entender a razão pela qual as pessoas geralmente estão tão ligadas às suas opiniões, e por que é tão difícil mudá-las.

Já sabemos muito sobre os processos mentais utilizados para proteger nossa visão de mundo, para buscar evidências confirmatórias (o “viés de confirmação”), para questionar os métodos usados e ​​para reunir evidências contraditórias.

Mas também utilizamos alguns processos mentais, de natureza rápida e involuntária, sempre que encontramos opiniões com as quais concordamos, muito semelhantes aos processos de resposta a fatos anteriormente citados. Isto pode explicar a notável capacidade das pessoas de permanecer entrincheiradas em suas convicções.

O contexto envolve o efeito Stroop. Este efeito acontece naquela brincadeira onde há a palavra vermelho escrito em letras azuis. O desafio é pronunciar a cor das letras, e não a palavra em si.

Veja se você consegue pronunciar em voz alta a cor no qual a palavra esta escrita:



Difícil não ?

O efeito Stroop ocorre porque nossos cérebros processam mais rapidamente e involuntariamente o significado da cor da palavra, o que interfere em nosso processamento da cor das letras.

Um fenômeno similar ocorre no processamento das informações que recebemos, conhecido como Efeito Epistêmico de Stroop. Somos propícios a acreditar mais rapidamente e involuntariamente naquilo que concorda com uma opinião declarada, como se fosse a palavra do teste citado. Pouco nos atentamos à veracidade do que é dito, que no caso supracitado, corresponde a cor das letras da palavra.

Apesar da compreensão dos adultos sobre a noção de subjetividade, eles podem reagir a declarações de opinião incongruentes como se fossem factualmente corretas.

Deixe sua avaliação
Compartilhe este artigo !
  • 1
    Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *